Prefeituras começam a investir em desfavelização

A cada dia vejo mais notícias de que prefeituras começam, mesmo que aos poucos, a investir em desfavelização. Abaixo leiam mais uma matéria sobre mais uma iniciativa. Não é possível que somente no Rio de Janeiro não aconteça nada. Precisamos da desfavelização. Isto é um absurdo.

 

Famílias da Cassap se mudam para moradias entregues pela Prefeitura de Mauá

 

O Prefeito de Mauá, Leonel Damo, acompanhou a mudança de sete famílias da Favela Cassap, no Jd. Itapeva, para as unidades habitacionais do Núcleo Cincinato Braga, entregues no último dia 30 de março. Ao todo, 41 pessoas deixaram o local.

Além de contribuir para a desfavelização da cidade, a Prefeitura de Mauá pretende ceder o local para uma entidade assistencial em prol dos moradores do bairro. Já no fim de semana, funcionários da Prefeitura começaram a retirar os barracos do local. Quatro caminhões foram disponibilizados para realizarem as mudanças. “Pedimos para não levarem tudo, principalmente coisas estragadas, sem utilidade ou sem condições de uso. Mas, ainda assim, os caminhões estão levando muita coisa”, explicou Rosani Aparecida Silva Pinto, assistente técnica da Secretaria de Habitação.

Morador da favela há aproximadamente 20 anos, o catador de material para ferro-velho Geraldo Gonçalves, de 50 anos, que vive num container com a filha, o genro e dois netos, partiu para uma casa alugada pela administração, provisoriamente, até que possam se mudar para uma das unidades habitacionais. “É muito bom saber que não vamos mais precisar morar na favela. Teremos mais espaço e segurança. Meus dois netos são pequenos e precisam de um lugar melhor para viver”, disse.

De acordo com o secretário de Habitação, José Roberto Correa, essas famílias, as primeiras encaminhadas às novas moradias, eram prioridades devido às péssimas condições em que se encontravam. “As famílias da Cassap sempre estiveram em primeiro plano, assim como os moradores das palafitas do Jd. Oratório”, garantiu.

Leonel Damo se mostrou satisfeito com a conquista da atual gestão em poder ajudar famílias carentes de Mauá. “É nessas horas que vemos a importância do poder público. A partir de agora, essas e muitas outra famílias terão a chance de ter uma vida digna de cidadão”, afirmou.

Outro morador da Cassap beneficiado com as moradias, João Pessoa Rodrigues, de 59 anos, que trabalha como ‘chapa’, ajudando caminhoneiros de São Paulo, acredita que chegou a hora de viver bem. “Moro aqui há dez anos, num lugar sem ventilação, em meio a ratos e sem saneamento. Minha esposa e eu adoramos a nova casa. Lá a gente vai ter sossego, segurança e comodidade”, concluiu.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: