A desfavelização tiraria o Rio da guerra

Casa na Providência - O DIAOs jornais Online, no fim da noite de ontem, estavam recheados de violência. E, o que não é mais novidade para ninguém, estava repleto de notícias de guerra. A guerra em que o Rio de Janeiro se tornou refém e que está diretamente ligado às favelas cariocas. Ontem foi a vez da favela da Córeia, em Senador Camará, na Zona Norte do Rio. O tiroteio que durou toda a manhã interditou três estações de trem. Estamos ou não vivendo em uma guerra? Os confrontos estão cada vez mais perto de nós. Não é preciso morar nas favelas para sentir o peso da guerra urbana que elas provocam.

O que me espanta é que apesar do esforço deste blog em publicar dados que comprovam a necessidade urgente da desfavelização em nossa cidade, ninguém faz nada. Em breve vou começar a mostrar aqui algumas propostas e projetos possíveis para a desfavelização da cidade.

Em tempo, como o assunto é violência e falamos sobre o uso eleitoreiro das obras da Providência, não poderíamos deixar de falar no seu desfecho e criticar. Sou contra este tipo de populismo escancarado e sem propósito de resolver algo. Mas, jogar a obra embargada e portanto inacabada nas mãos dos moradores também já é demais. Espero que hoje possa ler que a decisão foi mudada para uma decisão mais acertada. 

E vamos lutar para que um dia próximo a decisão acertada investir o dinheiro na desfavelização do Rio de Janeiro.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: