A desfavelização como opção para a Segurança Pública

Encontrei um editorial do Jornal do Brasil, publicado em março de 2003. Já naquele ano, o jornal publicava opinião sobre a desfalização como opção para a questão da segurança pública. Leia abaixo:

 

Ocupação Social

 

Até agora a população não teve por parte do governo uma resposta à altura do atrevimento crescente do crime organizado. O submundo da marginalidade violenta anda agitado. Bandidos têm sido incansáveis. Aterrorizam as cidades, desmoralizam as instituições, tentam intimidar a Justiça. No início da semana mataram mais um juiz.

Enquanto isso, autoridades encarregadas da segurança fazem pouco mais que Encontrei este editorial do Jornal do Brasil, publicado em março de prometer que vai haver paz e tranqüilidade nos grandes centros urbanos. No futuro – esclarecem – desde que se consigam leis mais severas para o combate ao crime, as desigualdades sociais se tornem menos acintosas e a natureza humana seja reconciliada por grande pacto de convivência. Enfim, o futuro pode ser ótimo. O problema é o presente: o que fazer agora conseguir chegar lá.

Diante da comoção causada pela segunda morte de juiz em menos de dez dias, o presidente Lula prometeu no pátio de uma fábrica de São Bernardo que ”vamos ganhar esta guerra” contra o crime. Como? O Ministério da Justiça acredita que a resposta pode ser – no caso específico do Rio de Janeiro – a ocupação permanente de favelas e outras áreas que atualmente se acham sob o domínio do crime. Evitar a ação puramente episódica das incursões e cercos temporários dos morros.

A resposta à violência não pode esperar. É hora de parar com o palpitório de palanque, baixar as cartas e dizer que medidas serão tomadas para enfrentar o crime agora, como fez o prefeito Cesar Maia, ao apresentar proposta de programa de segurança. O que se tem visto em áreas urbanas é situação de guerra, narcoterrorismo, que não pode ser combatido palpite e pouca ação.

A idéia de fazer a polícia subir o morro e ocupá-lo socialmente é apenas parte da estratégia que só se complementa com definitiva desfavelização. É a única maneira de desalojar o crime e trazê-lo para campo aberto, onde pode ser combatido com mais eficácia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: