O Enfrentamento

Deu no Portal G1:

Em 1 semana de conflitos, favelas da Penha têm média de 2 mortes por dia
Quatorze pessoas morreram desde o último dia 15 na região em confrontos com a polícia.
Desde maio de 2007, 232 morreram no hospital da região vítimas de bala de fogo.

Após uma semana de confrontos entre policiais e traficantes em favelas como a Vila Cruzeiro, na Penha, subúrbio do Rio, o número de mortos e feridos assusta. De terça-feira (15) até a tarde desta terça (22), 14 pessoas morreram e sete ficaram feridas em tiroteios entre policiais e traficantes. Uma média de duas mortes e um ferido por dia.

Mas se ampliarmos o período para até maio do ano passado, quando a Polícia Militar havia iniciado uma operação na Vila Cruzeiro e no vizinho conjunto de favelas do Alemão, por conta da morte de dois policiais, o número causa ainda mais espanto. São 232 mortos e 790 feridos, de acordo com a Secretaria estadual de Saúde, que se baseou no número de atendimentos feitos no Hospital Getúlio Vargas por vítimas de arma de fogo. O hospital fica na Penha e atende a maior parte das vítimas dos confrontos armados da região.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: